Written by

Sopa de Pedra retorna ao cardápio nesta semana

Blog| Views: 1392

Nesta semana, está de volta ao cardápio a Sopa de Pedra. Para quem ainda não experimentou ou quer saborear novamente, essa exclusividade do festival fica no menu até domingo. Tradicional prato da culinária portuguesa, a receita é baseada num antigo conto português (ver o texto mais adiante).

A Sopa de Pedra vem acompanhada de outros sabores conhecidos do público. O cardápio desta 11ª semana do Festival de Sopas Ceagesp traz ainda Caldo de Quenga, Sopa de Marisco, Fondue de Queijo e Alho-poró e Creme de Mandioquinha com Brócolis. Isso sem contar a Sopa de Cebola e a Sopa de Cebola Gratinada, presentes sempre em todas as semanas.

Sopa de Siri Gratinada é outra delícia que reforça o cardápio de todas as quartas-feiras.  No domingo, mais uma exclusividade adicional. Sopa de Chocolate com Frutas garante mais sabor para encerrar o fim de semana.

Crianças

O valor de R$ 39,90 por pessoa dá direito a saborear todas as sopas o quanto quiser. Bebidas, sobremesas e itens da mesa de antepastos são cobrados à parte. No valor, estão incluídos os complementos, como calabresa assada, queijo ralado, croutons, pães e pimentas.  Criança até cinco anos não paga. De seis a dez anos, paga metade do valor. Também não há cobrança de serviço.

O evento funciona de quarta a domingo no Espaço Gastronômico Ceagesp, até 2 de setembro. Às quartas, quintas e domingos, o horário é das 18h à 0h. Às sextas e sábados, o festival fica aberto até a 1h da manhã.

A entrada para o festival é pelo Portão 4 da Ceagesp (av. Dr. Gastão Vidigal, na altura do número 1.946 – Vila Leopoldina – zona oeste da capital). O estacionamento, no mesmo local, tem preço especial fixo de R$ 10 para quem for ao festival de automóvel.

História da Sopa de Pedra

“Um frade que andava em peregrinação, orgulhoso demais para implorar por comida, chegou a uma casa e pediu aos donos que lhe emprestassem uma panela com água para preparar uma sopa de pedra. Curiosos, lhe emprestaram a panela.

O frade retirou uma pedra que guardava em seu bornal, colocou-a na panela, acrescentou água e iniciou a fervura no fogo. Então, disse que era preciso temperar a sopa. A dona da casa lhe trouxe sal, mas ele sustentou que, se fosse houvesse um bocado de chouriço, o caldo ficaria ainda melhor. Acrescentado o chouriço, o frade perguntou se não havia algo para engrossar a sopa. Trouxeram-lhe batatas, assim como vários outros ingredientes que tinham em casa.

Naturalmente, a mistura resultou numa excelente sopa, que comeram juntos. No final, o frade retirou cuidadosamente a pedra da panela, lavou-a e voltou a guardá-la para a sua próxima refeição.”

Compartilhe com seus amigos:

Comente com Facebook

Receba notícias dos Festivais Ceagesp